Notícias

Ricciardo define Monza como “maior momento” de sua carreira

Da Redação Bandsports 14/01/2022 • 12:30 - Atualizado em 14/01/2022 • 13:58
Piloto australiano analisou temporada de estreia pela McLaren
Piloto australiano analisou temporada de estreia pela McLaren
Instagram/Daniel Ricciardo

Daniel Ricciardo viveu dias complicados em 2021. Em sua temporada de estreia pela McLaren, o australiano somou 115 pontos e encerrou o mundial de Fórmula 1 apenas com a oitava colocação da classificação de pilotos. A temporada, no entanto, ainda teve espaço para o que ele definiu como o “maior momento” de sua carreira no automobilismo. 

No dia 12 de setembro, o piloto de 32 anos surpreendeu a todos e conquistou uma vitória emocionante no GP da Itália, em Monza. Ao analisar a temporada que passou, ele colocou o triunfo no Templo da Velocidade como o mais especial de sua carreira e não esqueceu das dúvidas que pairavam suas atuações àquela altura do campeonato. 

“Eu tenho que escolher Monza [momento de mais orgulho]. Mas não só porque ganhei a corrida. É mais o fato de que tenho certeza de que 99% das pessoas não me colocariam como vencedor de alguma corrida no ano, então é por isso que estou mais orgulhoso desse momento. Eu encontrei uma maneira de superar alguns baixos e aproveitar ao máximo a oportunidade quando ela veio”, falou ao site da F1.

“Quanto mais tempo passa desde Monza, mais eu realmente percebo o efeito disso. E eu realmente acho que foi o maior momento, vitória, corrida, dia da minha carreira no automobilismo”, seguiu.

Ainda sobre o ano que passou, Ricciardo afirmou ao site da McLaren que não sente arrependimentos por seu ano de estreia na escuderia de Woking. Para ele, esforço não faltou em 2021. 

“Para mim, alguns dos dias baixos desse ano não foram por falta de tentativas, então, de certa forma, eu não me arrependo de nada também. Eu não sinto que poderia ter tentado mais. Se eu sentisse que não tivesse dado tudo de mim, talvez eu tivesse alguns arrependimentos, mas não tenho”, contou.

Expectativa para 2022

Depois de uma temporada eletrizante em 2021 com 13 pilotos subindo ao pódio e seis vencedores, 2022 promete ainda mais emoções com novos carros e mudanças no regulamento.

Em uma projeção da próxima temporada, Ricciardo destacou que espera carros emocionantes no campeonato e elogiou a variedade das escuderias em 2021.

“Eu acho que os carros novos são muito emocionantes para a F1 porque eles devem misturar as coisas um pouco. Quero dizer, [em 2021], as coisas estavam confusas às vezes. Vimos alguns vencedores e diferentes equipes no pódio. Acho que 2022 abre a porta para mais disso. A coisa principal, que todos queremos, é uma corrida mais próxima, com mais batalhas”, encerrou.

Com cobertura completa do Bandsports, a nova temporada da Fórmula 1 terá início a partir do dia 18 de março, quando começam as atividades para o Grande Prêmio do Bahrein, primeira prova do calendário.