Notícias

Rosamaria sai do banco e vira trunfo do Brasil contra Rússia em jogo “tenso até o fim”

Da Redação 04/08/2021 • 13:13 - Atualizado em 04/08/2021 • 22:47

Um dos trunfos de José Roberto Guimarães na vitória do Brasil sobre a Rússia, nesta quarta-feira (4), pelas quartas de final do vôlei feminino nos Jogos de Tóquio, Rosamaria entrou durante a partida para incendiar o duelo na Arena Ariake. A oposta acabou sendo decisiva para a virada da seleção brasileira, com 16 pontos – empatada com Carol Gattaz e só atrás de Gabi, com 18.

Em entrevista ao Bandsports, Rosamaria exaltou a “energia” da equipe e compartilhou a grande atuação com as companheiras.

“Hoje foi mais um dia em que a gente provou que é um grupo muito forte, nunca dependeu de uma pessoa só. A gente vem repetindo isso, mas a energia desse grupo é muito contagiante. A gente trabalha feliz todo dia. A gente está muito feliz de estar aqui”, disse a jogadora após a vitória de 3 a 1.

“Antes de entrar em quadra, eu só pensava que estava muito feliz e queria dar o meu melhor pelo time”, completou Rosamaria, uma das mais vibrantes em quadra.

Sobre o jogo, a oposta disse que o time estava preparado para a carga emocional da partida.

“A gente sabia que seria tenso do início ao fim. Foi mérito nosso ter aguentado até o final essa pressão”, afirmou.

“Outro campeonato”

A adversária da semifinal será a Coreia do Sul, que surpreendeu a Turquia e garantiu a vaga na disputa por medalha. As brasileiras conhecem a rival asiática da primeira fase, mas Rosamaria garante que o time já virou a chave e não pensa mais na vitória passada.

“É outro campeonato. A gente tem que esquecer [o jogo da primeira fase] e trazer o aprendizado, mas é um jogo de mata-mata, não tem tempo para muita coisa. A gente vai estudar de novo o time delas e entrar com essa energia”, prometeu.

  • olimpíadas
  • tóquio2020
  • app
  • rosamaria
  • vôlei