Notícias

“Não tivemos ritmo para entrar na luta”, fala Sainz sobre a Ferrari em Monza

Da Redação BandSports 13/09/2021 • 10:54 - Atualizado em 13/09/2021 • 14:30
Espanhol completou o GP da Itália na sexta colocação
Espanhol completou o GP da Itália na sexta colocação
Reprodução/Instagram Carlos Sainz

Segundo colocado no GP da Itália de 2020, à época pela McLaren, Carlos Sainz não conseguiu repetir a boa atuação no domingo, 12, e foi apenas o sexto piloto a receber a bandeira quadriculada no lendário circuito de Monza. Antes animado para brilhar com o apoio dos torcedores da Ferrari no Templo da Velocidade, o espanhol lamentou a falta de ritmo de escuderia de Maranello em solo italiano.

“Estivemos sempre perto da oportunidade, mas, para ser honesto, nunca tivemos ritmo ou ferramentas para entrar na luta [pelo pódio]. Temos certas fraquezas em nosso carro e sabemos que, nesse circuito, elas são muito grandes”, comentou Sainz.

Logo após o chocante acidente entre Lewis Hamilton, da Mercedes, e Max Verstappen, da Red Bull, a Ferrari até chegou a brigar por uma posição no pódio momentaneamente, com Charles Leclerc na segunda colocação e Sainz, em quarto. Porém, não demorou para a dupla ser ultrapassada pelos rivais. O monegasco foi o quinto piloto a completar a prova, mas subiu uma posição devido à punição de cinco segundos sofrida por Sergio Pérez, da Red Bull.

“Sempre que estivemos em alguma briga, foi muito difícil manter os outros atrás ou atacá-los. É uma pena, porque você vê o pódio muito perto, mas não tem a chance de lutar”, continuou.

Sainz ainda destacou que sua esperança de bons resultados estava na qualificação, porém, ele bateu seu SF21 durante o segundo treino livre da etapa e não passou do sexto lugar na sprint qualifying

“O ponto em que eu realmente estava confiante era na qualificação, porque a aderência traseira do pneu macio estava me ajudando”, encerrou.

Apesar da pouca animação, a sexta posição em Monza  manteve o espanhol no sétimo lugar do mundial de pilotos da F1. Ele chegou aos 97,5 pontos, 6,5 a menos que seu companheiro de equipe, Leclerc, que tem 104 e aparece em sexto.

Os pilotos da F1 voltam à ação entre os dias 24 e 26 de setembro. Os treinos livres e classificatório do GP da Rússia terão cobertura completa do Bandsports. A Band mostra a corrida.

  • carlos sainz
  • ferrari
  • monza
  • gp da itália
  • f1
  • fórmula 1
  • app