Notícias

Silvana Lima exibe felicidade com participação na Olimpíada e já pensa em Paris-2024

Da Redação BandSports 26/07/2021 • 23:59 - Atualizado em 27/07/2021 • 07:17
Brasileira foi eliminada nas quartas de final do surfe em Tóquio-2020
Brasileira foi eliminada nas quartas de final do surfe em Tóquio-2020
Reprodução/Instagram Silvana Lima

O sonho da medalha olímpica chegou ao fim para Silvana Lima nos Jogos de Tóquio-2020. Com transmissão do Bandsports, a cearense foi superada nas quartas de final do surfe pela tetracampeã mundial e atual número 1 do mundo, Carissa Moore, na noite desta segunda-feira, 26 (manhã de terça no Japão). 

Na praia de Tsurigasaki, a cerca de 100km da capital japonesa, a brasileira não desanimou diante da favorita e tentou boas manobras, porém, não o suficiente para tirar a liderança da norte-americana. Mesmo com o revés, ela não deixou a felicidade ir embora. 

“Infelizmente, a gente não conseguiu. Não era o resultado que a gente queria, mas acontece. Estou feliz, não estou triste. Tentei dar meu melhor, a onda não veio. Agora é pensar nos próximos eventos. Eu vim aqui atrás de medalha, mas, infelizmente, perdi. Estou orgulhosa de mim mesma. Vou fazer 37 anos, mas estou garota, com espírito jovem. Na minha melhor fase profissional e pessoal. A Silvana não parou por aqui, a Silvana está focada para a próxima Olimpíada”, falou a surfista para Elia Junior, apresentador do Bandsports, direto do Japão.

Além da estreia do surfe no programa olímpico, a duas vezes vice-campeã mundial tem outros motivos para sorrir. Ainda neste ano, ela planeja se casar com a namorada, Juliana Sousa.

“Juliana, pode esperar que a gente vai casar esse ano, sem dúvida. Estou muito feliz, eu te amo. Não veio medalha, mas a gente vai casar”, completou.

Classificada às semifinais, Moore somou 14.26 pontos na bateria. Por outro lado, Silvana não passou de 8.30. A reta final do torneio de surfe acontece na madrugada desta terça-feira, 27.