Notícias

Tandara é condenada a quatro anos de suspensão por doping

Da Redação Bandsports 24/05/2022 • 12:02
Jogadora alega inocência e promete recorrer da decisão
Jogadora alega inocência e promete recorrer da decisão
Divulgação/FIVB

A jogadora de vôlei Tandara foi condenada a uma suspensão de quatro anos por doping. Em julgamento realizado na segunda-feira, 23, a oposta foi punida por decisão unânime dos três auditores do Tribunal de Justiça Desportiva Antidopagem.

A campeã olímpica com a seleção brasileira em Londres-2012 foi flagrada com a presença da substância proibida Ostarina em exame realizado no dia 7 de julho de 2021. Tandara já havia sido suspensa preventivamente no dia 5 de agosto durante a disputa dos Jogos Olímpicos de Tóquio.

A jogadora de 33 anos se pronunciou sobre o resultado do julgamento nas redes sociais e disse que continuará tentando provar sua inocência. Ela alega ter sido vítima de contaminação cruzada e promete recorrer da decisão.

“Essa condenação é, particularmente, difícil pra mim porque estou sendo condenada por algo que não fiz. Vamos recorrer ao Plenário para que a justiça seja, de fato, reestabelecida. Respeito, mas não concordo com essa decisão de hoje. Lutarei, como sempre fiz, para provar minha inocência”, afirmou.

“Apesar de termos provas mais do que suficientes que mostram que fui contaminada, tive uma condenação injusta, desproporcional e precedida de um estranho vazamento de um processo que deveria ser sigiloso. Infelizmente, o entendimento da Primeira Câmara do TJDAD é incompatível com a melhor jurisprudência internacional”, continuou a jogadora.

A pena é retroativa à data da coleta do exame. Com a suspensão, Tandara não poderá atuar até 2025, quando terá 37 anos.