Notícias

Técnico de Isaquias festeja ouro e homenageia ex-treinador vítima de câncer

Da Redação Bandsports 07/08/2021 • 01:16 - Atualizado em 07/08/2021 • 01:22
Lauro de Souza dedicou conquista a Jesús Morlán, que morreu em 2018
Lauro de Souza dedicou conquista a Jesús Morlán, que morreu em 2018
Reprodução/Bandsports

O sonho de Isaquias Queiroz se tornou realidade nos Jogos Olímpicos de Tóquio com a conquista da medalha de ouro na prova C1 1000m da canoagem. O baiano já tinha no currículo duas pratas e um bronze e na Rio-2016 e sempre deixou claro o objetivo de deixar o Japão com o inédito título olímpico.

Isaquias dominou a final e venceu a prova com amplo domínio no canal Sea Forest. O desempenho não surpreendeu Lauro de Souza, técnico do canoísta, que destacou a preparação perfeita até o lugar mais alto do pódio.

“A gente trabalhou muito. Eu sabia o nível que o Isaquias estava. Eu falei para ele lá no Brasil: ‘essa Olimpíada é sua, ouro é seu, mas a gente tem que fazer lá no dia’. E a gente conseguiu fazer. Os treinamentos foram perfeitos. O Isaquias estava batendo marcas em cima de marcas. A gente sabia a Olimpíada nos reservava algo especial. Muito feliz de poder dar continuidade no trabalho de sucesso do Rio e poder ganhar esse ouro que faltou”, destacou em entrevista ao repórter Thiago Kansler, do Bandsports.

Lauro também fez questão de homenagear Jesús Morlán, ex-treinador de Isaquias que morreu em novembro de 2018 vítima de câncer. O ex-auxiliar do espanhol escreveu na camiseta a mensagem “Suso Morlán, o ouro é seu” e relembrou a importância dele no sucesso do trabalho.

“Ele foi na parte profissional um pai para mim. Sou grato eternamente a todo conhecimento que ele me passou. Nunca se negou a me ensinar nada. Só tenho a agradecer essa medalha. Tenho certeza que em algum lugar ele está vendo todo esse legado que ele deixou para a canoagem brasileira”, disse Lauro.

Isaquias faturou o ouro com o tempo de 4min04s408. O chinês Liu Hao também teve grande atuação e cravou 4min05s724 para ficar com a prata. O moldávio Serghei Tarnovschi fez 4min06s069 e completou o pódio.