Notícias

ATP planeja mudanças no calendário do tênis com Masters 1000 de 12 dias

Da Redação BandSports 21/09/2021 • 13:16 - Atualizado em 21/09/2021 • 20:35
Maioria dos torneios de Masters 1000 passarão a ter 12 dias de duração
Maioria dos torneios de Masters 1000 passarão a ter 12 dias de duração
Reprodução/Instagram mutuamadridopen

O circuito profissional de tênis pode passar por uma revolução em seu calendário a partir de 2023. As mudanças incluem mais eventos de Masters 1000 com duração de 12 dias – semelhante aos torneios de Indian Wells e Miami – e um novo acordo financeiro.

Em um comunicado interno aos jogadores, Andrea Gaudenzi, CEO do circuito, informou que alguns “aspectos-chave” de seu plano foram aprovados pelo conselho da ATP. O ex-atleta acredita que as mudanças podem tornar o tênis mais competitivo com outras modalidades. 

“Esta proposta representa um progresso significativo para o nosso esporte, para jogadores e parceiros. É apenas com processos transparentes e de coordenação entre as partes como este que podemos realmente maximizar o potencial do tênis e sermos competitivos com outras modalidades”, escreveu. 

Com as alterações no calendário, os Masters de Madrid, Roma, Canadá, Cincinnati e Xangai passarão a ter 12 dias, já contando a qualificação, e a segunda semana destes eventos seria compartilhada com torneios ATP 250, que receberão um subsídio da ATP, oriundo de receitas extras dos eventos maiores, e poderão atrair tenistas de elite que correm riscos de serem eliminados nos primeiros dias dos Masters 1000.