Notícias

Tóquio tem quedas de Marta, Djokovic e Riner e reação do Brasil no vôlei; veja resumo

Da Redação BandSports 30/07/2021 • 12:58
Com Marta, Brasil perdeu para o Canadá nas quartas de final da Olimpíada
Com Marta, Brasil perdeu para o Canadá nas quartas de final da Olimpíada
Sam Robles/CBF

Três estrelas dos Jogos Olímpicos viram o sonho do ouro chegar ao fim entre a noite desta quinta-feira, 29, e a manhã desta sexta, 30, pelo horário brasileiro. Marta caiu com o Brasil no futebol feminino, Novak Djokovic foi surpreendido no tênis masculino e o judoca francês Teddy Riner não conseguiu subir ao lugar mais alto do pódio pela terceira edição seguida.

Confira os principais destaques de mais um dia olímpico, que teve ainda uma vitória importante do Brasil contra os Estados Unidos no vôlei masculino e atletas do país obtendo bons resultados no atletismo, natação e boxe. 

Futebol feminino se despede

O Brasil perdeu por 4 a 3 para o Canadá nos pênaltis depois de empate por 0 a 0 no tempo normal e foi eliminado nas quartas de final, adiando mais uma vez o sonho do ouro olímpico na modalidade. A criticada goleira Bárbara chegou a defender a cobrança de Sinclair, mas Andressa Alves e Rafaelle erraram as últimas penalidades do time de Pia Sundhage. 

“Aqui não tem culpado, ou o que faltou ou deixou de fazer. Peço que as pessoas não apontem o dedo. Se tiver que apontar, pode apontar pra mim, que já estou acostumada”, pediu a craque Marta após a eliminação.

Com “orgulho ferido”, Brasil vence no vôlei

Depois de uma contundente derrota por 3 a 0 para a Rússia, a seleção masculina reagiu e ganhou dos Estados Unidos por 3 sets a 1 de virada, com parciais de 30/32, 25/23, 25/21 e 25/20, encaminhando a vaga nas quartas de final dos Jogos. “Feriu nosso orgulho aquela derrota para a Rússia. A gente sabia que podia fazer muito mais”, disse o levantador Bruninho após o triunfo. 

E o Brasil também se deu bem nas areias. Evandro e Bruno Schmidt venceram os poloneses Michael Bryl e Grzegorz Fijalek por 2 sets a 1 e avançaram às oitavas de final dos Jogos Olímpicos de Tóquio com 100% de aproveitamento.

Boxe: Abner Teixeira garante medalha

O brasileiro derrotou Hussein Iashaish, da Jordânia, por decisão dividida (quatro dos cinco árbitros o consideraram vencedor) e está nas semifinais na categoria pesada, entre 81 e 91kgs, o que já lhe garante uma medalha (resta saber se bronze, prata ou ouro). Outra esperança de pódio para o país, Beatriz Ferreira estreou com triunfo sobre Wu Shin-Yi, de Taipei, e está nas quartas da categoria até 60kg. 

Judô: Brasil sem medalha e Riner sem ouro

O Brasil tinha duas esperanças de medalha na madrugada do judô, mas ficou sem lugar no pódio. Na categoria até 78kg, Maria Suelen Altheman foi derrotada pela francesa Romane Dicko nas quartas de final e deixou o tatame de maca, lesionada. Ela não pôde lutar a repescagem para tentar a medalha de bronze e também vai desfalcar o país na disputa por equipes, neste sábado. 

No peso-pesado masculino (além de 100kg), Rafael Silva, o Baby, perdeu para o georgiano Guram Tushishvvili nas quartas de final e para Teddy Riner na repescagem. Maior campeão do judô nos últimos anos e campeão olímpico em 2012 e 2016, o francês ficou com o bronze em Tóquio. O ouro foi do tcheco Lucas Krpalek, que já havia triunfado no Rio, só que na categoria meio-pesado. 

Novak Djokovic é eliminado no tênis

O sérvio perdeu para o alemão Alexander Zverev por 2 sets a 1 de virada (1/6, 6/3 e 6/1) na semifinal dos Jogos de Tóquio e se despediu da briga por dois grandes objetivos no ano: o inédito ouro olímpico e o Golden Slam. Ele terá que se contentar em lutar pelo bronze contra o espanhol Pablo Carreño Busta.

Natação: Fratus na semi dos 50m

Candidato ao pódio nos 50m livre, o brasileiro Bruno Fratus avançou às semifinais da prova com o tempo de 21s67, quarta melhor marca entre os semifinalistas. Na versão feminina da prova, Etiene Medeiros registrou 25s45 e não avançou. Já o revezamento 4x100m medley brasileiro masculino queimou uma das transições e acabou desclassificado. 

Ainda nesta sexta, os Jogos Olímpicos conheceram um novo campeão do 200m medley masculino. A prova dominada pela lenda Michael Phelps nas últimas quatro edições foi vencida em Tóquio pelo chinês Shun Wang. Já nos 100m borboleta, o norte-americano Caeleb Dressel e o húngaro Kristof Milak bateram recordes olímpicos na semi e prometem uma final emocionante

Brasil no atletismo

Cotado para subir ao pódio, Alison dos Santos foi o segundo corredor a cruzar a linha de chegada da primeira bateria dos 400m com barreiras e está nas semifinais. Já Altobeli Silva não chegou à final olímpica dos 3.000m com obstáculos após ficar apenas em nono na terceira bateria de classificação.

Handebol masculino encerra jejum

O Brasil sofreu no final, mas bateu a Argentina por 25 a 23 e venceu a primeira em Tóquio após três derrotas consecutivas, mantendo a chance de classificação. Em quinto (só as quatro primeiras seleções se classificam), o Brasil volta à quadra contra a Alemanha. 

Tóquio no Bandsports

O Bandsports faz cobertura completa dos Jogos de Tóquio-2020, 24 horas por dia. Fique de olho e não perca as emoções da Olimpíada!

  • marta
  • djokovic
  • tóquio 2020
  • bandsports
  • app
  • olimpíadas
  • brasil