Notícias

Toto Wolff projeta recuperação da Mercedes no Azerbaijão

Da Redação BandSports 03/06/2021 • 11:54
Além da Red Bull, Wolff vê McLaren e Ferrari como fortes rivais da Mercedes
Além da Red Bull, Wolff vê McLaren e Ferrari como fortes rivais da Mercedes
Reprodução/Instagram Mercedes

Mesmo com a atenção já voltada para o GP do Azerbaijão, Toto Wolff, chefe da Mercedes, não esqueceu o catastrófico resultado em Mônaco e busca tirar ensinamentos da pior performance do time no ano até aqui. Nas primeiras quatro etapas do calendário da Fórmula 1, ao menos um piloto da equipe alemã subiu ao pódio, o que não aconteceu em Monte Carlo.

Com a sétima colocação de Lewis Hamilton e o abandono de Valtteri Bottas, a escuderia acabou perdendo a liderança do Mundial de Construtores para a Red Bull, algo que não acontecia desde o GP da Inglaterra de 2018. Hamilton também foi ultrapassado por Max Verstappen, que agora lidera o campeonato entre pilotos com quatro pontos de vantagem para o heptacampeão, com 105 a 101. Já a RBR com 149 pontos tem uma vantagem menor para a rival, que soma 148.

“Fins de semana como o de Mônaco são os que fazem você voltar mais forte. Nada vem fácil neste esporte, e é por isso que o amamos. Nós sabemos que se você não estiver 100% ou perto disso, vai acabar te custando pontos importantes”, afirmou Wolff.

“Na segunda-feira de manhã vi a mesma energia de quando voltamos da prova do Bahrein e isso me agrada. Dissecamos o trabalho, fizemos perguntas difíceis a nós mesmos e aprendemos algumas lições cruciais”, continuou o dirigente, lembrando da primeira corrida da temporada, vencida por Hamilton mesmo depois do domínio da Red Bull ao longo daquele fim de semana.  

Apesar de já ter vencido todas as corridas em Baku desde 2016, Wolff segue com o discurso de que o carro não é mais o melhor do grid. Com alguns problemas com a traseira do W12, o segundo setor do circuito de rua deve ser desafiador para os pilotos da equipe alemã.

“Baku é o próximo. Embora seja um circuito de rua muito diferente de Mônaco, esperamos que seja outro complicado para nós, pois o traçado não é adequado às características do W12”, explicou o austríaco.

“Haverá oscilações nessa luta que é emocionante para o esporte, e emocionante para nós. Esperamos mais um desafio nas ruas da cidade e, depois dos resultados da última corrida, estamos mais determinados e animados do que nunca para nos recuperarmos em Baku”, acrescentou.

O chefe da equipe Mercedes destacou também que vê a Ferrari, que conquistou a pole position em Mônaco com Charles Leclerc e chegou em segundo com Carlos Sainz, e a McLaren, que terminou em terceiro com Lando Norris, como possíveis candidatas a destronarem a equipe alemã, que venceu os últimos sete campeonatos.  

“A Red Bull estará forte novamente, enquanto a Ferrari e a McLaren fizeram grandes progressos recentemente. Nosso foco principal deve ser explorar as oportunidades disponíveis para nós nessas pistas atípicas que não são adequadas para o nosso carro. Por isso, quando os pontos estão lá, precisamos agarrá-los”, concluiu.

O fim de semana do GP do Azerbaijão começa nesta sexta-feira, 4. O Bandsports transmite os treinos livres e classificatório, enquanto a Band exibe a corrida.

  • toto wolff
  • app
  • automobilismo
  • mercedes
  • fórmula 1
  • f1
  • red bull