Notícias

Verstappen: "É mais barato pilotar sem cinto do que tocar em asa traseira"

Da Redação Bandsports 28/11/2021 • 08:29
Holandês ironizou multas dadas a ele e Hamilton no GP de São Paulo
Holandês ironizou multas dadas a ele e Hamilton no GP de São Paulo
Reprodução/F1.com

As polêmicas do GP de São Paulo continuam repercutindo na Fórmula 1. Multado em 50 mil euros (cerca de R$ 310 mil) por tocar na asa traseira do carro de Lewis Hamilton no parque fechado, Max Verstappen ironizou a penalização em comparação com a recebida pelo rival da Mercedes.

Após a grande vitória em Interlagos, Hamilton tirou o cinto de segurança para pegar uma bandeira do Brasil e dirigiu sem a proteção. Ele foi multado em “apenas” 5 mil euros (cerca de RS 31 mil), e o holandês da Red Bull não perdeu a oportunidade de questionar os comissários.

"Não tenho mais a permissão para tocar em uma asa traseira, isso é certo. Se fizer isso, tem que pagar uma bela de uma multa. Mas, aparentemente, é mais barato pilotar sem os cintos de segurança. É algo a se pensar”, disse o líder do campeonato em entrevista ao canal DAZN, da Espanha.

A prova no Brasil ainda teve uma manobra polêmica de Verstappen que impediu a ultrapassagem de Hamilton na disputa pela liderança. A Mercedes solicitou o direito de revisão de olho em uma punição ao holandês, mas a FIA negou.

Restando apenas duas provas para o fim da temporada, Verstappen tem oito pontos de vantagem sobre Hamilton na liderança da F1. O penúltimo duelo entre eles será no próximo fim de semana no inédito GP da Arábia Saudita com cobertura completa do Bandsports a partir de sexta-feira, 3.