Notícias

Verstappen supera Hamilton na última volta e é campeão da F1

Da Redação Bandsports 12/12/2021 • 11:45 - Atualizado em 12/12/2021 • 13:46
Holandês aproveitou relargada na volta final para ser campeão
Holandês aproveitou relargada na volta final para ser campeão
Twitter/Red Bull Racing

A temporada mais espetacular da Fórmula 1 nos últimos tempos não poderia terminar de outra maneira. Com um roteiro digno de cinema, Max Verstappen, da Red Bull, ultrapassou Lewis Hamilton, da Mercedes, na última volta do GP de Abu Dhabi e conquistou um título inédito na manhã deste domingo, 12, que ficará marcado na história da principal categoria do automobilismo mundial.

A corrida mudou completamente de rumo a quatro voltas do fim, quando Nicholas Latifi, da Williams, bateu forte e o safety car entrou em ação. Verstappen colocou pneus macios, enquanto Hamilton seguiu na pista com os compostos duros extremamente desgastados. Na relargada na volta final, Lewis não conseguiu segurar a pressão e deixou o sonhado oitavo título escapar. A festa foi toda do holandês de 24 anos, que liderou apenas uma volta na prova final, justamente a que garantiu o título.

Os rivais chegaram empatados à etapa decisiva, com Max na pole e Hamilton completando a primeira fila. E a largada excepcional de Hamilton mudou o panorama. Com pneus macios, Verstappen esperava abrir vantagem no início da prova, mas o inglês, de compostos médios, conseguiu a ultrapassagem logo na primeira curva.

Ainda na primeira volta já aconteceu uma polêmica. O holandês tentou retomar a posição na freada da reta oposta, mas Hamilton evitou a colisão, saiu da pista e recuperou o posto pela área de escape. Os comissários não abriram investigação, para irritação total do piloto da Red Bull.

Verstappen parou na volta 14 para colocar pneus duros. Hamilton adotou a mesma estratégia na volta seguinte e retornou à pista em segundo, atrás de Sergio Pérez, que segurou Hamilton com brilhantismo e colocou fogo na corrida. Entre as voltas 20 e 21, o mexicano travou uma batalha sensacional contra o piloto da Mercedes com trocas de ultrapassagem e permitiu a aproximação de seu companheiro de Red Bull.

Quando Hamilton finalmente superou Pérez, Verstappen já estava cerca de dois segundos atrás do líder e não poupou agradecimentos ao mexicano. “Checo é uma lenda”, disse Max no rádio.

Hamilton voltou a ampliar a vantagem sobre Verstappen, mas o safety car virtual após o abandono de Antonio Giovinazzi, da Alfa Romeo, devolveu a emoção à corrida. A Red Bull chamou o holandês para uma nova troca de pneus, enquanto Lewis seguiu na pista com os compostos mais desgastados. A diferença entre eles ficou na casa de 17s restando 20 voltas para a bandeirada final.

Verstappen passou a emplacar volta rápida atrás de volta rápida e a distância foi diminuindo. Quando a disputa pela liderança parecia inalcançável a quatro voltas do fim, Latifi bateu forte e o safety car entrou na pista. O holandês parou e colocou pneus macios, enquanto Hamilton soltou palavrões no rádio, já imaginando o que viria pela frente.

A relargada aconteceu na volta final e entrou para a história. Max superou Hamilton na única chance que teve na corrida e entrou para a galeria de campeões da F1 com um desfecho épico de campeonato.

Carlos Sainz, da Ferrari, e Yuki Tsunoda e Pierre Gasly, ambos da AlphaTauri completaram a lista dos cinco primeiros colocados. Em sua última prova na categoria, Kimi Raikkonen se despediu com um abandono com problemas no freio.