Notícias

“Vettel tem que voltar para a Red Bull”, diz ex-dirigente da F1

Da Redação BandSports 12/01/2022 • 11:07
Alemão conquistou quatro títulos mundiais pela escuderia austríaca
Alemão conquistou quatro títulos mundiais pela escuderia austríaca
Reprodução/Instagram Aston Martin

Dono de quatro títulos mundiais e campeão mais novo da história da Fórmula 1, Sebastian Vettel atualmente compete pela Aston Martin e passa por momento completamente diferente de seu auge vivido na Red Bull. 

Na escuderia de Silverstone, em 2021, o alemão até subiu ao pódio no Azerbaijão e na Hungria – na oportunidade, porém, ele foi desclassificado da prova após a comemoração –, mas não empolgou e encerrou o ano com apenas 43 pontos na 12ª colocação do campeonato mundial. 

Para Bernie Ecclestone, ex-chefão da principal categoria do automobilismo, os maus resultados não significam que o piloto de 34 tenha que se aposentar, mas, sim, que ele precisa ingressar em uma equipe mais competitiva. 

“Não deve ser dito quando ele deve se aposentar. Não sabemos o quão rápido ele é, porque ele não está mais em um carro competitivo. Então é fácil dizer que ele não é tão rápido quanto costumava ser”, disse o britânico em entrevista ao canal Sport1. 

O ex-dirigente ainda sugeriu um retorno à Red Bull como ideal para o futuro de Vettel. Pela escuderia austríaca, o alemão fez história e conquistou os mundiais de 2010, 2011, 2012 e 2013. Atualmente, porém, a RBR conta com contratos com Max Verstappen e Sergio Pérez.

“Ele realmente tem que voltar para a Red Bull”, afirmou Ecclestone.

Com cobertura completa do Bandsports e Vettel confirmado na Aston Martin, a Fórmula 1 dá a partida para o início da temporada deste ano no dia 18 de março, quando começam as atividades para o GP do Bahrein.