Notícias

Zanetti revela sofrimento para tentar saída ousada: "Machuquei meu pé três vezes"

Da Redação Bandsports 02/08/2021 • 07:19 - Atualizado em 02/08/2021 • 07:42
Ginasta precisou arriscar para ter chances de pódio e caiu no fim da apresentação
Ginasta precisou arriscar para ter chances de pódio e caiu no fim da apresentação
Wander Roberto/COB

Uma saída errada no fim da apresentação custou a terceira medalha olímpica para Arthur Zanetti nas argolas. O campeão em Londres-2012 e prata na Rio-2016 precisou arriscar para ter chances de pódio em Tóquio, mas a queda na aterrissagem tirou as chances do brasileiro.

Em entrevista ao Bandsports logo após a final, o ginasta destacou que precisou inovar para brigar por medalha e revelou que se machucou três vezes durante os treinos na tentativa de acertar o movimento.

“Essa saída aí… você não sabe o quanto a gente sofreu para fazer ela. Machuquei meu pé três vezes antes das Olimpíadas. Tive uma ruptura parcial do tendão fazendo ela. Tive que parar um tempo, aí tive outra ruptura de outro tendão só para fazer essa bendita saída. Estou feliz com a minha prova. Com a saída a gente fica um pouquinho triste, mas tinha que ir para o tudo ou nada”, disse em conversa com jornalista Elia Junior.

“Tinha que ousar. A gente sabe que se fizesse nossa rotina normal a gente não ia pegar pódio. Seria muito difícil. A gente jogou para o tudo ou nada. Quando saiu o sorteio a gente era o primeiro, então não tinha o que fazer. Era tudo ou nada. Dessa vez não deu certo, mas é o esporte. A gente arriscou. Se acertasse poderia vir alguma medalha. Mas não acertamos, mérito para os adversários. Briga de cachorro grande é assim mesmo. Eu saio mais satisfeito em ter ousado e errado do que se eu não tivesse ousado”, completou.

Zanetti recebeu apenas 14.133 e ficou na 8ª posição. A China dominou o pódio com o ouro de Liu Yang (15.500) e a prata de You Hao (15.300). O grego Eleftherios Petrounias, campeão na Rio-2016, ficou com o bronze (15.200).

Veja a entrevista de Zanetti a Elia Junior:

  • arthur zanetti
  • ginástica
  • argolas
  • tóquio-2020
  • esportes
  • app