Jogos Olímpicos de Tóquio ainda são cercados de incertezas; entenda

Assessor do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, Kiyoshi Kurokawa, disse que Olimpíada pode sofrer novo adiamento caso o coronavírus sofra mutação

No último dia 23, uma nova contagem regressiva para os Jogos Olímpicos de Tóquio foi iniciada. Mesmo com datas, agenda e locais de competição definidos, ainda não há certeza se a pandemia do novo coronavírus vai permitir que a Olimpíada 2020 reúna os maiores atletas do mundo no Japão em 2021.

Mesmo adiada para julho, o assessor do primeiro-ministro japonês Shinzo Abe, Kiyoshi Kurokawa, declarou que os Jogos Tóquio-2020 pode sofrer novo adiamento caso o coronavírus sofra mutação. O risco de uma segunda onda de contaminação preocupa os organizadores do torneio.

Thomas Bach, Comitê Olímpico Internacional (COI), demonstrou confiança para a realização dos Jogos, disse que é um "desafio sem precedentes", e espera que a Olimpíada seja um símbolo de esperança e superação da humanidade diante de uma pandemia devastadora.

Com o clima de incertezas diante da Olimpíada, centenas de moradores de Tóqui participaram de um protesto nas ruas da cidade olímpica contra os Jogos. Nos cartazes, as críticas não eram somente para a edição japonesa no ano que vem, mas para a realização do evento no geral.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário