Jogos de Tóquio já são os mais caros da história

Com um custo em mais de R$ 83 bilhões, Olimpíada no Japão já ultrapassou a edição de Londres

Os Jogos Olímpicos de Tóquio já são os mais caros da história do evento, de acordo com um estudo da Universidade de Oxford.Segundo o economista Bent Flyvbjerg, que conduziu a pesquisa, os custos já excederam a previsão inicial em 200%.

Em 2013, quando Tóquio foi escolhida como cidade-sede, os organizadores divulgaram um orçamento de US$ 7,3 bilhões (cerca de R$ 40,2 bilhões). Com o adiamento dos Jogos para julho de 2021, por causa da pandemia de covid-19, o custo já saltou para US$ 15,84 bilhões (cerca de R$ 83,8 bilhões).

Esse valor alçou a Olimpíada no Japão ao primeiro lugar do ranking de mais cara, superando os US$ 14,95 bilhões (R$ 79,1 bilhões) de Londres-2012, até então a mais cara da história.

O Comitê Organizador dos Jogos de Tóquio, no entanto, divulgou cifras diferentes do estudo. De acordo com os organizadores, foram gastos US$ 12,6 bilhões (mais de R$ 66,6 bilhões). O Comitê Olímpico Internacional preferiu não comentar a pesquisa, que será publicada no próximo dia 15, afirmando que não teve acesso aos dados.

“As Olimpíadas oferecem o maior nível de risco que uma cidade pode assumir”, disse Flyvbjerg à agência de notícias Associated Press (AP). “A tendência não pode continuar. Nenhuma cidade vai querer fazer isso porque é muito caro, colocando-se em uma dívida que a maioria das cidades não pode pagar. ”

“Infelizmente, os oficiais e anfitriões das Olimpíadas costumam se enganar sobre os custos e estouros dos Jogos. Portanto, não podemos contar com os organizadores, o COI e os governos para nos fornecerem informações confiáveis sobre os custos reais, dos Jogos Olímpicos ”, acrescentou o economista.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário