Jogos de Tóquio vão acontecer a qualquer custo, diz ministra da Olimpíada

Seiko Hashimoto afirmou que a Olimpíada deve ser realizada independentemente da pandemia de covid-19

Os Jogos Olímpicos de Tóquio devem ser realizados "a qualquer custo" em 2021, afirmou Seiko Hashimoto, ministra da Olimpíada do Japão, na terça-feira, 8.

Hashimoto disse que os Jogos deveriam ser realizados para o benefício dos atletas, independentemente dos desafios colocados pela pandemia do novo coronavírus.

O governo japonês e o Comitê Olímpico Internacional (COI) tomaram a decisão sem precedentes, em março, de adiar a Olimpíada, originalmente programada para começar em julho, para 2021 por causa da covid-19.

"Atualmente, todas as pessoas envolvidas com os Jogos estão trabalhando juntas para se preparar, e os atletas também estão fazendo esforços consideráveis para os Jogos do próximo ano nas circunstâncias que foram entregues, então acho que temos que realizar os Jogos a qualquer custo”, declarou Hashimoto, durante uma entrevista coletiva.

Oficiais do governo japonês, do governo local de Tóquio e do Comitê Organizador dos Jogos Olímpicos se reuniram pela primeira vez na semana passada para desenvolver medidas para combater o coronavírus nos Jogos.

Em uma entrevista à Reuters, em agosto, o CEO da Toquio-2020, Toshiro Muto, disse que os organizadores estavam se preparando para sediar os Jogos no próximo ano, mesmo que a pandemia global de coronavírus não tenha diminuído substancialmente.

Os organizadores estão analisando mais de 200 propostas sobre a melhor forma de lidar com o vírus, incluindo a flexibilização das restrições de viagem para atletas estrangeiros, medidas antivírus na Vila dos Atletas e como lidar com os espectadores.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário