Melo e Kubot vão à final nas duplas em Pequim; Thiem elimina Murray

Brasileiro e polonês derrotaram os russos Karen Khachanov e Andrey Rublev por duplo 7/5

Marcelo Melo e Lukasz Kubot venceram mais uma na chave de duplas do Torneio de Pequim, nesta sexta-feira, e mantiveram a busca pela defesa do título conquistado no ano passado. De olho no bicampeonato, brasileiro e polonês derrotaram os russos Karen Khachanov e Andrey Rublev por duplo 7/5 e avançaram à mais uma final na competição chinesa, de nível ATP 500.

Melo e Kubot, que formam a dupla cabeça de chave número dois, precisaram buscar a virada para alcançar a vitória. Chegaram a estar perdendo por 5/1 no set inicial. "Foi duríssimo. Conseguimos buscar o primeiro set de 5 a 1 abaixo. São dois jogadores muito sólidos de fundo, sacam muito bem. Jogamos muito bem também, voltando, ficando no jogo. Acho que o mais importante foi nossa experiência como duplistas, jogando mais tempo junto, contou muito hoje. Logicamente estivemos bem taticamente, agressivos", comentou Melo.

Na final, marcada para domingo, Melo e Kubot vão enfrentar os vencedores do duelo entre os britânicos Jamie Murray e Neal Skupski contra a parceria formada pelo croata Ivan Dodig e pelo eslovaco Filip Polasek. Esta partida será disputada somente no sábado. "Agora é ir com tudo na final domingo", projetou o duplista brasileiro.

No domingo, Melo vai disputar sua quarta final na temporada. Com Kubot, foi campeão em Winston-Salem (ATP 250) e vice em Halle (ATP 500) e no Masters 1000 de Indian Wells. O brasileiro busca seu 34º título da carreira, seu oitavo de nível ATP 500.

CHAVES DE SIMPLES - Os favoritos dominaram a chave masculina de simples nesta sexta, com destaque para o duelo entre o austríaco Dominic Thiem, principal candidato ao título, e o escocês Andy Murray, que tenta se restabelecer no circuito. O cabeça de chave número 1 levou a melhor pelo placar de 2 sets a 0, com 6/2 e 7/6 (7/3).

Desta forma, Murray encerrou sua melhor campanha em um torneio neste ano. Foi a primeira vez na temporada que o britânico venceu duas partidas consecutivas em simples em competições de nível ATP. O ex-número 1 do mundo, e atual 503º, quase se aposentou no início do ano, em razão de uma lesão no quadril. Contudo, fez cirurgia, se recuperou fisicamente e vem agora tentando retomar a forma física e técnica.

Na semifinal, Thiem enfrentará o russo Karen Khachanov, 4º cabeça de chave, que avançou ao eliminar o italiano Fabio Fognini (6º) por 3/6, 6/3 e 6/1. A outra semi terá os cabeças dois e três, o alemão Alexander Zverev e o grego Stefanos Tsitsipas, respectivamente.

Ambos derrotaram adversários dos Estados Unidos nesta sexta. Zverev despachou Sam Querrey por 7/6 (7/3) e 6/2, enquanto o tenista da Grécia superou John Isner por 7/6 (7/3) e 6/3.

No feminino, o resultado mais surpreendente aconteceu no duelo entre a japonesa Naomi Osaka e a canadense Bianca Andreescu. No duelo entre a ex-número 1 do mundo e a campeã do US Open, Andreescu era a favorita por viver melhor fase. Ela venceu o set inicial e chegou a liderar o segundo com uma quebra de vantagem. No entanto, permitiu a virada de Osaka, que fechou a partida por 5/7, 6/3 e 6/4.

Andreescu, atual número seis do mundo, vinha de uma sequência de 13 vitórias consecutivas, com direito aos títulos do Torneio de Toronto e do US Open, seu primeiro Grand Slam da carreira.

Com a vitória, Osaka, 4ª do ranking, enfrentará a dinamarquesa Caroline Wozniacki. A ex-número 1 do mundo avançou ao superar nesta sexta a russa Daria Kasatkina por 6/3 e 7/6 (7/5).

A outra semifinal terá a número 1 do mundo, a australiana Ashleigh Barty, diante da holandesa Kiki Bertens. A líder do ranking eliminou a checa Petra Kvitova (7ª do mundo) por 4/6, 6/4 e 6/3, enquanto Bertens despachou a ucraniana Elina Svitolina (3ª do ranking), por 7/6 (8/6) e 6/2.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário