Gerard Piqué quer 'superevento' para Copa Davis em setembro

Proximidade com a Copa ATP é um impasse que o zagueiro do Barcelona quer resolver

O jogador Gerard Piqué acredita que um conflito entre a Copa Davis e a competição rival Copa ATP poderia ser resolvido com a criação de um "superevento" promovido durante quinze dias em setembro.

Piqué, o zagueiro do Barcelona mais acostumado em lidar com atacantes de outras equipes do que com a política por trás do tênis, tem sido uma importante figura nas mudanças da Copa Davis através de seus investimentos na empresa Kosmos, que prometeu investir 3 bilhões de dólares no esporte nos próximos 25 anos.

A edição inaugural com 18 países em La Caja Mágica, em Madri, onde também acontecerá no ano que vem, foi um sucesso, apesar de alguns confrontos terem tido dificuldades para atrair público e do cronograma que resultou um uma série de términos muito tardios.

O elefante na sala, no entanto, tem sido a nova Copa ATP, que começa em seis semanas, e que envolverá 24 países que terão jogos em três cidades australianas antes do início do Aberto da Austrália, em Melbourne.

Piqué -- que no sábado disputou a partida vencida fora de casa pelo Barcelona por 2 a 1 contra o Leganés, antes de fazer uma última viagem à capital para assistir a Espanha bater o Reino Unido em uma emocionante semifinal de Copa Davis-- reconhece que ter dois eventos semelhantes tão próximos um do outro no calendário não é viável.

O zagueiro disse que espera que a mudança na ATP, na qual o italiano Andrea Gaudenzi substituirá Chris Kermode na direção, ajudará a superar o impasse.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário