Melo mantém treinos ao lado de Zverev e admite futuro confuso no tênis

Tenista brasileiro fala da importância de trabalhar o lado mental durante período de pausa

O tenista Marcelo Melo não quer saber de descanso após a paralisação do circuito do tênis por causa da pandemia do coronavírus. Em entrevista ao Ace BandSports, o duplista brasileiro contou como tem sido a rotina de treinos em Tampa, nos Estados Unidos, e admitiu que a sequência da temporada ainda é confusa.

“Por enquanto é tudo muito indeciso. Acabamos de ter a informação que Rolando Garros passou para setembro. O importante é manter os treinos agora. Nessa incerteza não dá para ficar parado o tempo todo. Vai ser muito importante controlar os treinos e o lado mental. Está tudo muito confuso, mas temos que entender.

Melo está treinando em um resort a convite de Alexander Zverev, número 7 do ranking mundial. O alemão é cliente do local há muito tempo e até invadiu a entrevista do brasileiro.

“Fico na casa do Zverev que ele tem aqui do lado, cinco minutos. Sou convidado dele. É um grande amigo. Ele treina aqui desde pequeno, acho que desde os seis anos. Ele tem uma abertura muito grande e facilitou um pouquinho o meu acesso”, comentou.

Os torneios da ATP estão suspensos no mínimo até o dia 20 de abril e a entidade ainda não revelou como ficará a questão dos pontos do ranking mundial durante o período de paralisação. Melo disse que uma primeira informação pode ser anunciada no dia 23 e admitiu que alguém sairá prejudicado.

“Não passaram nada para nós ainda. Com essas seis semanas eles vão ter mais tempo para pensar. Parece que no dia 23 eles vão falar alguma coisa sobre como vai ficar o ranking. Eu realmente não sei quais são as opções. Com certeza alguém vai sair prejudicado. Não deveriam deixar os pontos caírem até o fim do ano. Não sei como eles vão pensar nisso se a temporada seguir paralisada”, afirmou.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário