Pai de Djokovic culpa Dimitrov por espalhar coronavírus em torneio

Agente do búlgaro rebate e responsabiliza organização do Adria Tour por falta de cuidados

A onda de contaminação do coronavírus no Adria Tour, torneio organizado por Novak Djokovic, segue dando polêmica. Nesta quarta-feira, Srdjan Djokovic, pai do tenista sérvio, culpou o búlgaro Grigor Dimitrov por espalhar o vírus durante a competição.

“O culpado desta situação é o Grigor Dimitrov. Ele veio sei lá de onde e tudo isto aconteceu. Recusou-se a fazer testes e prejudicou a Sérvia, a Croácia e toda a minha família. O Grigor causou dano nas relações entre a Sérvia e a Croácia”, declarou.

Dimitrov foi o primeiro tenista que disputou o torneio a revelar que testou positivo para a covid-19 após abandonar a etapa de Zadar, na Croácia. Depois dele, Borna Coric, Viktor Troicki e o próprio Djokovic também anunciaram que contraíram o vírus. Outros casos também já foram confirmados em integrantes de comissões técnicas e familiares dos tenistas.

Georgui Stoimenov, agente de Dimitrov, rebateu a acusação de Srdjan Djokovic e culpou a organização do torneio pela falta de cuidados.

“Grigor (Dimitrov) chegou direto em Belgrado após três meses de completo isolamento. Nem em Belgrado e nem depois em Zadar, na Croácia, foi oferecido ou requerido a ele um teste para coronavírus. Os organizadores do evento são os únicos responsáveis pela segurança do torneio e por criarem regras que devem ser seguidas. Grigor respeitou estritamente todas as regras impostas pelos organizadores do torneio e as leis e regulações existentes ao cruzar as fronteiras entre Bulgária, Sérvia e Croácia, afirmou.

Na quarta-feira, após revelar que testou positivo para a doença, Novak Djokovic se desculpou e admitiu que ainda era cedo para realizar o torneio, que acabou cancelado antes da realização da última etapa em Banja Luka, na Bósnia.

Compartilhar

Ler a notÍcia completa

Deixe seu comentário